Cherovia: o alimento que tem de conhecer e provar

Em Portugal chama-se cherovia e às vezes chirivia, principalmente na Beira Baixa. Há quem lhe chama pastinaca ou pastinaga.

É cultivada na Beira Interior e possui mais vitaminas e minerais do que a cenoura, sendo rica em vitaminas C, B1 e B3, potássio, cálcio, fósforo, ferro e fibras.

Para além destes benefícios para a saúde, possui, ainda, propriedades tónicas, diuréticas, desintoxicantes e anti-reumáticas. Facilita a digestão, acalma a tosse e funciona como afrodisíaco, aumentando a libido.

É muito parecida com a cenoura mas não deve ser confundida com ela (em tempos passados a cenoura era branca). O sabor, ainda que com alguns traços em comum, é bastante diferente. A cherovia é menos doce do que a cenoura (apesar de ter mais açúcar) e tem um sabor refinadíssimo, segundo Maria de Lourdes Modesto no seu livro Sabores com História.

A cherovia aceita qualquer tipo de cozinhado. Cozida, em polme à japonesa (tempura), em puré, no forno, na sopa, frita em palitos como as batatas e até em doces, uma vez que esta raiz tem muito açúcar. Alguma cerveja irlandesa é feita a partir de cherovia cozida com lúpulo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *